29 de março de 2010

Fim de um novo começo

Ah, se o tempo parasse por apenas um minuto!
Efêmeros momentos revividos na alma
Num pequeno espaço de tempo pleno e absoluto,
Que só o tempo poderia descrever.

Entre círculos e voltas de um mesmo eixo
Uma doce emoção que vibra no coração,
E chega com a força de um velho teixo
Levando-nos além dos limites aceitáveis da razão.

Ah, se o tempo parasse por apenas um minuto!
Sentimentos ocultos de uma alma livre e indomável,
Cruzaria os céus e as estrelas atrás deste nobre atributo.
Hoje seria amanhã e amanhã o fim de um novo começo.

Rowena Arnehoy Seneween ®

Extraído do livro Brumas do Tempo
Todos os direitos reservados.


Foto do amigo Fábio Seawright... Gratidão!

Bênçãos do Céu, da Terra e do Mar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fáilte... Bem-vindo(a)!