2 de julho de 2011

A magia da vida e os ciclos da Terra

Vivenciamos ciclos dentro de outros ciclos!

A simbologia pagã é muito forte e nos remete a outras vidas, outros tempos, onde a alma simplesmente vivia em perfeita harmonia com o TODO. Uma época onde não havia essa preocupação absurda pelas tão temidas mudanças planetárias, pois elas são apenas movimentos necessários para se resgatar o equilíbrio natural do nosso planeta.

A mentalidade cristã está profundamente enraizada no inconsciente coletivo das pessoas, que fazem todo o tipo de canalizações apocalípticas e extremamente infundadas.

A estimulação do medo é a grande raiz do problema.

Aqueles que são conscientes e vivenciaram na pele essas mudanças não ficam por aí alardeando o medo, mas sim, estimulam a coragem que devemos ter para enfrentar este tipo de situação.

Situações essas que podem ou não ter sido criadas por nós, porque independente do efeito estufa causado pela poluição e do mal uso dos recursos, a Terra vive seus próprios ciclos de mudanças. Isto é fato!

A magia da vida reside justamente em perceber que a natureza é o universo em si e que ele se apresenta através das suas manifestações, ou seja, somos o Microcosmo atuando constantemente dentro do Macrocosmo da Terra.

Ao estarmos cientes deste princípio, percebemos que ao mudarmos nós mesmos, estaremos contribuindo com a mudança de todo o UNIVERSO.

E isso é maravilhoso, porque nos tornamos muito mais responsáveis por nossos atos, palavras e ações.

Essa trilogia de atitudes - só poderia ser três, tal como o número sagrado dos CELTAS - e que nos torna seres energeticamente completos. Essa energia é o combustível que move o mundo, sendo considerada a base de toda a magia natural e do nosso caminho druídico.



"Costuma-se dizer que a magia foi a primeira religião do homem e que ao utilizarmos amorosamente as forças da natureza para causar mudanças benéficas, integramo-nos a elas. Essas forças foram personificadas aos Deuses e Deusas e sintonizar-se a Eles é a base da verdadeira religião."

Como seres divinos que somos, passemos a respeitar estes ciclos da vida, em profunda gratidão a tudo e a todos...

Bênçãos plenas do Céu, da Terra e do Mar!

Rowena Arnehoy Seneween ®

2 comentários:

  1. Lindo blog... Ótimos textos... Já estou seguindo rs

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Diego!
    Seja sempre bem-vindo, meu amigo... Beijos!

    ResponderExcluir

Fáilte... Bem-vindo(a)!